Para comemorar o mês do orgulho LGBT, São Paulo receberá uma série de eventos durante junho. A partir do dia 05, todas as quartas (20h) serão exibidos no Petra Belas Artes filmes LGBT. Na lista dos filmes do Festival Petra Belas Artes da Diversidade estão longas-metragens ainda inéditos e até premiados em festivais internacionais.

LEIA TAMBÉM: Camarote na Parada Gay de São Paulo oferece exclusividade

A estreia, no dia 05 de junho (20h), será com o filme “Sócrates”, que conta a poderosa história de um jovem negro, homossexual e morador da periferia de Santos  que precisa sobreviver por conta própria após a morte de sua mãe. Inédito nos cinemas nacionais, o longa-metragem foi premiado no The Independent Spirit Awards 2019, considerado o “Oscar do cinema independente”, com o Someone to Watch Award para o diretor Alex Moratto. Assista abaixo o trailer!

Um dos mais esperados filmes LGBT deste ano também fará parte da programação do Petra Belas Artes da Diversidade. Em “45 dias sem você” conhecemos Rafael, que espera 45 dias por um amor que não retorna. Para curar seu coração partido, decide exilar‐se de si mesmo e parte rumo a três diferentes destinos. Em três capítulos, vemos o protagonista conviver com amigos que, por motivos diversos, abandonaram o mundo em que viviam: Júlia na Inglaterra, Fábio em Portugal e Mayara na Argentina. O filme estrelado por Ícaro Silva será exibido no dia 12 de junho, às 20h.

Também inédito nos cinemas, “Copa 181” é o filme do dia 19 de junho (20h). A película (trailer abaixo) conta a história de Taná que vive com a esposa Eros em Copacabana, no Rio de Janeiro. Enquanto ele trabalha numa pequena loja de materiais de construção, ela dedica-se à carreira de cantora de ópera. Aparentemente, a rotina segue seu curso sem grandes novidades até que um espaço – a sauna gay Copa 181 – e os seus garotos de programa e frequentadores afetam a vida do casal.

Fechando a programação do Festival Petra Belas Artes da Diversidade, com filmes LGBT, no dia 26 de junho (20h) será exibido “Intimidade Pública”. Inédito nos cinemas, o filme apresenta quatro histórias durante as quatro estações do ano: um menino que se descobre gay e precisa lidar com sua própria homofobia, uma prostituta que tenta viver em um casamento ao passo em que mantém sua profissão, uma professora transexual que se envolve com dois alunos e uma mulher que se relaciona com alguém que já morreu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *